Fisioterapia Obstétrica, conheça os benefícios

Fisioterapia Obstétrica, conheça os benefícios

Fisioterapia Obstétrica, conheça os benefícios:

Durante a gestação, o corpo da mulher passa por diversas mudanças corporais para acomodar o bebê em crescimento. Essa fase pode gerar incômodos que são considerados normais, como dores nas costas, inchaço nos braços e pernas e vontade frequente de urinar. Para amenizar ou até prevenir esses sintomas, a fisioterapia obstétrica é uma boa opção.

Segundo a fisioterapeuta Dalila Faleiro, que atende no Bella, a fisioterapia prepara o assoalho pélvico e o corpo da mulher como um todo para todas as adaptações da gravidez, além de facilitar o parto de forma natural. Outros benefícios são:

• Reduz os desconfortos intestinais e tensões musculares

• Fortalece os músculos do assoalho pélvico

• Melhora a percepção corporal e o controle respiratório

• Diminui as chances de lesão perineal em partos normais

• Auxilia no controle da ansiedade

No geral, a atividade não tem contraindicações e as gestantes podem começar a fazer assim que o obstetra liberar. Já para as mamães que desejam ter um parto normal, Dalila aconselha que a fisioterapia seja iniciada com até 30 semanas, para ter um tempo hábil de melhorar a qualidade da musculatura do assoalho pélvico.

Os exercícios podem ser iniciados a partir do primeiro trimestre da gestação e são focados no controle da respiração e na regularização da postura. A partir do segundo trimestre, quando o risco de um aborto espontâneo diminui, as sessões são focadas também em mobilizações pélvicas, alongamentos e fortalecimento da região do abdome e do períneo.

Para mais informações úteis e práticas sobre gestação e maternidade, oferecemos um curso online completo, com tudo que precisa para a chegada do seu filho. Acesse aqui 😉


share